Vinhos Brancos Encorpados

São vinhos de aromas ricos, corpo forte e marcante, muitas vezes envelhecidos em carvalho o que ajuda a compor sua textura complexa, adicionando ao paladar um toque amanteigado e aromas de creme e baunilha. Tem na coloração amarelada, que passa pelos tons de palha, ouro claro e mel, uma indicação de sua foça e peso. Amarelos mais profundos sugerem um vinho mais encorpado. Vinhos brancos encorpados não devem ser servidos muito frios e irão se beneficiar muito ao serem oxigenados utilizando um decanter, um aerador um apenas fazendo-os girar em uma taça grande. Podem ser degustados sozinhos ou como acompanhamento perfeito para refeições delicadas com frutos do mar e peixes de carne branca e suave.

Seleção de Uvas

As uvas que produzem os vinhos brancos encorpados costumam ter os frutos pequenos com cascas grossas, que rendem menos suco que outras variedades mas que resultam num vinho mais encorpado. Ao contrário dos vinhos mais aromáticos, os vinhos brancos encorpados normalmente se originam de uvas colhidas em regiões de clima mais quente. A clássica Chardonnay é uma das principais castas produtoras desse estilo encorpado.

  • Chardonnay
  • Viognier
  • Sémillon
  • Gewürztraminer
  • Marsanne

Sugestões

Harmonização com Ingredientes

Uma das "regras de ouro" da harmonização de vinhos diz que devemos combinar o vinho como o molho e não com o que está acompanhado por ele. Essa afirmação é baseada no fato de que o molho, embora destinado a acompanhar o ingrediente principal, tempera, suaviza ou ressalta o mesmo, e algumas vezes toma seu lugar de destaque.
Pensando nisso na hora da harmonização devemos levar em consideração todos os sabores que fazem parte da composição do prato, dando especial atenção aos sabores mais predominantes.

Arraste a imagem e veja mais