Harmonizar vinho e comida significa encontrar o equilíbrio entre eles, fazendo com que os dois se complementem. Para isso existem algumas regras clássicas básicas que podem ajudar nessa tarefa. No entanto, atualmente temos disponíveis ingredientes culinários vindos de toda parte do mundo, preparados das mais diferentes formas. Assim como uma variedade muito grande de vinhos, que com o passar do tempo vai se tornando ainda mais rica e completa devido a processos modernos cada vez mais sofisticados. Com isso algumas velhas regras de harmonização se tornaram desgastadas e a tarefa de encontrar o “par perfeito” se tornou um pouco mais complexa.

É claro que quando se trata de harmonização de vinhos com alimentos, mais do que seguir regras rígidas deve ser levado em consideração o gosto pessoal de cada um. Nada impede que um vinho seja apreciado com um prato que fuja a todas as orientações conhecidas de combinação. Mas apesar de não ser uma coisa fácil, quando combinamos corretamente a bebida e o prato elevamos os sabores e sensações a um outro patamar. O vinho certo pode transformar uma simples refeição numa experiência gastronômica inesquecível.

Segue um pequeno guia de harmonização com algumas combinações clássicas, dicas e informações úteis que podem servir como ponto de partida para essa tarefa que, antes de ser uma imposição, é na verdade um grande prazer.

Arraste o mouse pelos estilos de vinho e veja algumas sugestões de harmonização. Clique no estilo desejado e saiba um pouco mais.

Harmonizar vinho e comida significa encontrar o equilíbrio entre eles, fazendo com que os dois se complementem. Para isso existem algumas regras clássicas básicas que podem ajudar nessa tarefa. No entanto, atualmente temos disponíveis ingredientes culinários vindos de toda parte do mundo, preparados das mais diferentes formas. Assim como uma variedade muito grande de vinhos, que com o passar do tempo vai se tornando ainda mais rica e completa devido a processos modernos cada vez mais sofisticados. Com isso algumas velhas regras de harmonização se tornaram desgastadas e a tarefa de encontrar o “par perfeito” se tornou um pouco mais complexa.

É claro que quando se trata de harmonização de vinhos com alimentos, mais do que seguir regras rígidas deve ser levado em consideração o gosto pessoal de cada um. Nada impede que um vinho seja apreciado com um prato que fuja a todas as orientações conhecidas de combinação. Mas apesar de não ser uma coisa fácil, quando combinamos corretamente a bebida e o prato elevamos os sabores e sensações a um outro patamar. O vinho certo pode transformar uma simples refeição numa experiência gastronômica inesquecível.

Segue um pequeno guia de harmonização com algumas combinações clássicas, dicas e informações úteis que podem servir como ponto de partida para essa tarefa que, antes de ser uma imposição, é na verdade um grande prazer.

Toque nos estilos de vinho e veja algumas sugestões de harmonização. Toque duas vezes no estilo desejado e saiba um pouco mais.